História do World of Warcraft

24/09/2009

Bom continuando a história.

Capitulo I: Mitos

O Custo dos Dragões Voadores

Satisfeito pelo mundo pequeno que tinha sido ordenado e que o trabalho deles estava terminado, os Titãs prepararam-se para deixar Azeroth. Porém, antes de partir, eles encarregaram as maiores espécies do mundo com a tarefa de cuidar de Kalimdor, para que não houvesse qualquer força que ameaçasse sua tranqüilidade perfeita. Naquela época, haviam muitos dragões voadores. Dentre eles cinco irmãos voadores que dominavam. Foram estes voadores que os Titãs escolheram para pastorear o mundo que brotava. Os maiores sócios do Panteão saturaram uma porção do seu poder em cada um dos líderes voadores. Estes dragões majestosos (como listado abaixo) foram conhecidos como os Grandes Aspectos, ou os Aspectos de Dragão.

Aman’Thul, o Highfather do Panteão, deu uma porção de seu poder cósmico para o dragão de bronze volumoso, Nozdormu. O Highfather incumbiu Nozdormu de vigiar tempo isto é policiar o pathways sempre-girando de destino em destino. O estóico, Nozdormu honrado foi conhecido como o Infinito.

Eonar, o protetor Gigantesco de toda a vida, deu uma porção do poder dela ao leviatã vermelho, Alexstrasza. Desde então, Alexstrasza seria conhecido como o Life-Binder, e ela trabalharia para salvaguardar todas as criaturas vivas deste mundo. Devido à sabedoria suprema dela e compaixão ilimitada para todas as coisas vivas, Alexstrasza foi coroada como Dragonqueen e determinado domínio a cima do tipo dela.

Eonar também abençoou a irmã mais jovem de Alexstrasza, o dragão verde flexível Ysera, com uma porção de influência da natureza. Ysera entrou em um transe eterno, saltando ao Sonho e despertando para a Criação. Conhecida como a Sonhadora, ela vigiaria de cima do selvagem crescente de seu mundo e seu reino verde, o Sonho de Esmeralda.

Norgannon, o guardião do conhecimento Gigantesco e mestre-mágico, concederam ao dragão azul, Malygos, uma porção de seu vasto poder. Dali em diante, Malygos seria conhecido como o Spell-Weaver, o guardião de magia e arcanum escondido.

Khaz’goroth, o shaper Gigantesco e falsificador do mundo, deu algum de seu vasto poder para o wyrm preto poderoso, Neltharion. O grande-coração Neltharion, conhecido depois como o Terra-guarda, seu domínio era determinado à cima da terra e os lugares fundos do mundo. Ele encarnou a força do mundo e serviu como o maior partidário de Alexstrasza.

Assim autorizado, os Cinco Aspectos foram carregados da defesa do mundo na ausência dos Titãs. Com os dragões prepararados para salvaguardar a criação deles, os Titãs deixaram Azeroth para trás para sempre. Infelizmente era só uma questão de tempo antes que Sargeras soubesse da existência do mundo recém-nascido.

Ler Mais Tópicos e Capítulos


História do World of Warcraft

17/09/2009

Bom continuando a história.

Capitulo I: Mitos

Os Antigos Deuses e a Ordenação de Azeroth

Inadvertidamente da missão de Sargeras para desfazer seus trabalhos incontáveis, os Titãs continuaram movendo-se de mundo em mundo, amoldando e ordenando cada planeta, quando eles viam que eram necessários. Ao longo de sua viagem eles acharam um mundo pequeno que seus habitantes nomeariam Azeroth. Como os Titãs viram a paisagem primordial, eles encontraram vários seres elementais hostis. Este elementais que adoraram uma raça de seres “Invencíveis” do mal conhecido apenas como os Antigos Deuses, jurados a perseguir os Titãs para manter o seu mundo intocado pelo toque metálico dos invasores.

O Panteão, perturbado pela propensão dos Antigos Deuses para o mal, guerra empreendida pelos elementais e os mestres da escuridão. Os exércitos dos Antigos Deuses foram conduzidos pelos tenentes elementais mais poderosos: Ragnaros, o Firelord, Therazane, o Stonemother, Al’Akir, o Windlord, e Neptulon, o Tidehunter. As forças caóticas deles se enfureceram pela face do mundo e colidiram com os Titãs colossais. Embora os elementais fossem poderosos além da compreensão mortal, as forças combinadas deles não puderam parar os poderosos Titãs. Um por um, os senhores elementares caíram, e suas forças dispersaram.

O Panteão quebrou as fortalezas dos Antigos Deuses e encadeou os quatro deuses mal longe, abaixo da superfície do mundo. Para manter seus espíritos furiosos longe do mundo físico, os elementais foram banidos para um avião abismal onde eles combateriam um com o outro para toda a eternidade sem o poder dos Antigos Deuses. Com a partida dos elementais, a natureza acalmou, e o mundo estabeleceu uma harmonia e calma. Os Titãs vendo que a ameaça foi contida e ficaram para trabalhar.

Os Titãs autorizaram várias raças para lhes ajudar a formar o mundo. Para lhes ajudar a esculpir as cavernas em baixo da terra, eles criaram o Titã Dwarf-like térreo de pedra mágica viva. Ajudar-lhes a dragar os mares e ergue a terra do chão e mar, os Titãs criaram imensos, mas suaves gigantes do mar. Para muitas idades moveram os Titãs e amoldaram a terra, até que finalmente permaneceu um continente perfeito. Ao centro do continente, os Titãs fizeram um lago cintilante de energias. O lago que eles nomearam de Well of Eternity, era a fonte da vida para o mundo. Suas energias potentes criariam os ossos do mundo e autorizariam vida para arraigar na terra rica da terra. Com o passar do tempo, plantas, árvores, monstros, e criaturas de todo tipo começaram a prosperar no continente primordial. Como crepúsculo caiu no dia final do trabalho deles, os Titãs nomearam o continente de Kalimdor: “terra eterna de luz estrelada”.

Ler Mais Tópicos e Capítulos


História do World of Warcraft

10/09/2009

Bom continuando a história do WoW como eu havia dito no primeiro post sobre este maravilhoso Lore.

Além disso criei uma página com os capitulos e tópicos que possuo neste arquivo e que provavelmente irei postar um pedaço da história uma vez por semana, o link para a página se encontra no menu, ou você pode acessá-la clicando Aqui

Segue o segundo pedaço da história.

Capitulo I: Mitos

Sargeras e a Traição

Com o passar do tempo, entidades endiabradas fizeram seu espaço nos mundos dos Titãs da Dimensão Inferior, e o Panteão elegeu seu maior guerreiro, Sargeras, para agir como sua primeira linha de defesa. Um gigante nobre de bronze fundido, Sargeras levou a cabo os seus deveres durante milênios incontáveis, procurando e destruindo estes demônios onde quer que eles pudessem estar. Durante as eras, Sargeras encontrou duas raças demoníacas ambas poderosas que estavam brigando para ganhar o poder e domínio do universo físico.

O eredar, uma raça insidiosa de feiticeiros diabólicos, usando suas magias de bruxo para invadir e escravizar vários mundos. As raças indígenas desses mundos foram transformadas pelos poderes malévolos do eredar e se transformaram em demônios deles. Embora Sargeras tivesse poderes quase ilimitados eles eram mais que suficiente para derrotar o eredar vil, mas ele estava muito preocupado pela corrupção das criaturas e todo o mal os consumindo. Incapaz de entender tal depravação, o grande Titã começou a passar despercebido em sua depressão. Apesar de seu desconforto crescente, Sargeras libertou o universo dos bruxos apanhando-os dentro de um canto da Dimenssão Inferior.

Enquanto sua confusão e miséria afundavam cada vez mais, Sargeras foi forçado a afirmar aliança com outro grupo com intenção de romper a ordem dos Titã: o Nathrezim. Esta raça escura de demônios vampiros (também conhecido como dreadlords) conquistou vários mundos povoados possuindo seus habitantes e os transformando-os em sombras. Os abominaveis, dreadlords enganaram nações inteiras pondo umas contra as outras, manipulando-as em ódio irrefletido e desconfiança. Sargeras derrotou o Nathrezim facilmente, mas a corrupção deles o afetou profundamente.

Como dúvida e desespero Sargeras se sente subjugado, ele não só perdeu toda a fé em sua missão, mas também na visão dos Titãs de um universo ordenado. Eventualmente ele começou a acreditar que o conceito de ordem era loucura, e que caos e depravação eram absolutamente únicos na escuridão, de um universo. Os Titãs da mesma categoria dele tentaram persuadi-lo de seu erro e acalmar suas emoções furiosas, mas ele desconsiderou as convicções mais otimistas como ego-servido de desilusões. Sempre fazendo tempestades de seus graus, Sargeras teve a idéia de achar seu próprio lugar no universo. Embora o Panteão estivesse triste com sua partida, os Titãs nunca poderiam ter predito a perda de um irmão.

Até que a loucura de Sargeras tivesse consumido os últimos vestígios de seu espírito valoroso, ele acreditou que os Titãs eram responsáveis pelo fracasso da criação. Decidindo, afinal, desfazer seus trabalhos ao longo do universo, ele planejou formar um exército imbatível que fixaria o universo físico flamejante.

Até mesmo Sargeras que tinha forma titânica foi pego pela corrupção que infestou seu coração uma vez-nobre. Os seus olhos, cabelos, e barba estouraram em fogo, e sua pele de bronze metálica dividiu-se abrindo e revelando um forno infinito de ódio devastador.

Na sua fúria, Sargeras quebrou as prisões dos eredar e os Nathrezim e deixou os demônios repugnantes livres. Estas criaturas espertas se curvaram diante a vasta raiva do Titã escuro e se ofereceram a para servir-lo de qualquer modo malicioso que eles pudessem. Dos graus do Eredar poderoso, Sargeras escolheu dois campeões para comandar o exército endiabrado dele de destruição. Kil’jaeden, o Enganador, que foi escolhido para procurar as raças mais escuras no universo e os recrutar para servir Sargeras. O segundo campeão, Archimonde, o Defiler, foi escolhido para conduzir os vastos exércitos de Sargeras em qualquer batalha contra qualquer um que poderia resistir ao Titã.

O primeiro movimento de Kil’jaeden foi escravizar os dreadlords vampiros debaixo de seu terrível poder. Os dreadlords serviram como seus agentes pessoais ao longo do universo, e levaram prazer localizando raças primitivas para seu mestre corromper e subjugá-los. O Primeiro entre os dreadlords era Tichondrius, o Darkener. Tichondrius serviu Kil’jaeden como o soldado perfeito e concordou levar por Sargeras o testamento ardente para todos os cantos escuros do universo.

O Archimonde poderoso também autorizou seus agentes. Chamando os senhores de Malefics Pit Lords e o líder bárbaro deles, Mannoroth, o Destructor, Archimonde esperou estabelecer uma elite lutadora que poliria a criação de toda a vida.

Uma vez que os exércitos de Sargeras foram recrutados e estavam prontos para seguir seu comando, ele lançou suas forças se enfurecendo na imensidade da Grande Escuridão. Ele recorreu ao seu exército crescente como a Burning Legion. Para esta data, ainda obscura, eles consumiram e queimaram quantos mundos quanto possivel na sua Cruzada Ardente e profana pelo universo.

Ler Mais Tópicos e Capítulos


História World of Warcraft

18/08/2009

Eu tenho comigo um arquivo que eu achei na internet há bastante tempo e ele é uma tradução de boa parte da história do Warcraft, eu não lembro de onde peguei esse conteúdo. Se você procurar deve achar em vários lugares na internet, no entanto, é um ótimo conteúdo e vou postando aqui por pedaços curtos, pois o conteúdo é enorme e pode ficar um pouco cansativo para a leitura, dividindo em pedaços fica bem melhor de entender e fazer a leitura.

Enfim segue o primeiro pedaço:

Capitulo I: Mitos

Os Titãs e o Amoldando do Universo

Ninguém sabe exatamente como o universo começou. Alguns teorizam que uma explosão cósmica catastrófica enviou espalhou infinitos mundos na imensidão do Grande Universo – mundos que um dia teriam formas de vida maravilhosas e terríveis. Outros acreditam que o universo foi criado por uma única entidade toda-poderosa. Embora as origens exatas do universo caótico permaneçam incertas, está claro que uma raça de seres poderosos surgiu para trazer estabilidade a vários mundos e assegurar um futuro seguro para os seres que seguirem seus passos.

Os Titãs, deuses colossais, de pele metálica dos cantos distante do cosmo, exploraram o universo recém-nascido e se fixaram nos mundos encontrados para trabalhar neles. Eles moldaram os mundos elevando imponentes montanhas e cavando vastos oceanos. Espiraram céus e criaram atmosferas. Tudo partindo de um plano, de criar ordem fora do caos. Eles deram poder a raças primitivas para cuidar e manter a integridade dos seus respectivos mundos.

Comandado pela elite conhecida como o Panteão, os Titãs trouxeram ordem a cem milhões de mundos espalhados ao longo do Grande Universo durante os primeiros anos de criação. O benevolente Panteão que buscava proteger estes mundos estruturados sempre estava vigilante contra a ameaça de ataque das entidades extra-dimensionais vis do Submundo Corrompido. O Submundo, uma dimensão etérea de magias caóticas que conectados a inúmeros mundos do universo, era lar de um número infinito de seres maléficos, endiabrados que só buscavam destruir a vida e devorar as energias do universo vivo. Incapaz de conceber o mal em qualquer forma, os Titãs tentaram achar um modo de terminar com a constante ameaça dos demônios.

Ler Mais Tópicos e Capítulos