Távola Redonda – Hodir down

31/07/2009

Para muitos isso não deve significar nada, pois o tempo passado desde o lançamento do patch 3.1, muitas guilds já conseguiram fechar ulduar, e pra muitos, achar legal ter matado Hodir agora, é um sinal de noob a vista.

Para mim isso foi um grande feito, visto que, a Távola Redonda surgiu há quase um mês, quando eu e amigos saímos de uma guild dita end game, mas que na verdade não aceitavam opiniões dos players, erravam e não aceitavam sugestões, em minha opinião os bosses caiam mais por persistência do que por skill.

Enfim juntamos algumas pessoas criamos a guild nova Távola Redonda, esta que o nome já diz o ideal da guild que é uma mesa redonda onde todos possam opinar e participar, mas que seja de maneira organizada para cumprir suas metas.

Nesse tempo é que está o problema, o pessoal não conseguia se encontrar online no mesmo momento e estava impossível fazer raids, nesse tempo conseguimos fazer algumas runs em ulduar, mas nada que passasse de uma ou duas horas, ou seja, só conseguíamos matar o flame, razor e xt, mas mesmo assim conseguimos pegar o achiev Orbital Devastation (Defeat Flame Leviathan with at least 2 Orbital Defense Systems active on Normal Difficulty). Em um dia conseguimos fazer uma raid com o tempo um pouco maior e chegamos ao Hodir, no entanto, o tempo ficou curto e demos apenas 3 trys e não conseguimos matá-lo.

Alguns membros saíram, perdemos um healer muito importante e grande parte da estrutura da guild, isso por briguinhas bobas, no entanto, entraram membros novos e esta semana conseguimos fazer uma raid constante pela primeira vez, resultado, ontem o Hodir caiu e de quebra ganhamos o achiev Cheese the Freeze (Defeat Hodir without any raid member being hit by Flash Freeze on Normal Difficulty).

A raid de ontem estava formada por 3 hunters (Gonodor, Nynguem e Rafarpo(eu)), 2 pallys healers (Ebbitt e Prigq), um priest disc como heal (Salsero), 2 warriors (Valeena (nosso tanker) e  Brufalo), um DK (Maufurion) e um lock (Warhaux).

Era a primeira vez na frente do Hodir para alguns, a primeira try foi para o pessoal que não conheciam a luta entenderem a explicação e verem na prática como a luta funcionava, a segunda o tank teve problemas, a terceira foi a que o negócio começou a andar, mas ai que surgiu o problema que já havíamos percebido, mas resolvemos tentar do mesmo jeito, estávamos com 3 healers que o foco do heal era one target, ai então o Ebbitt logou seu char alternativo (Wysengarth) apesar de não estar com uma gear de naxx 10 incompleta, era um shaman resto, ou seja, ganhamos um heal AoE e o heroism, o resultado foi a morte do Hodir com achiev e tempo de sobra para o enrage.

Apesar do nosso atraso para o end game, por vários motivos já citados, a guild surgiu, os problemas estão acabando, a organização está melhor, as discussões estão sendo entendidas como discussões e não brigas, e então que surgem os resultados dizendo e provando que estamos indo no caminho certo.


Hunters Ownam

28/07/2009

Bom esse post é mais para comentar sobre uma notícia velha, da época em que o WoW tinha apenas 9 milhões de assinantes, e eu provavelmente nem jogava ainda, ou então estava nos meus primórdios em servers private, e ela serve como prova de que Hunters são melhores.

A notícia é do portal IDG NOW! e foi publicada no dia 10 de dezembro de 2007.

Segue a notícia:

São Francisco – Garoto de 12 anos de idade encontrou solução para escapar com truque aprendido no nível 30 do game World of Warcraft.

Um jovem de 12 anos de idade conseguiu escapar do ataque de um alce, na Noruega, graças a uma estratégia aprendida no game World of Warcraft (WoW), informou a Nettavisen.

Hans Jørgen Olsen e sua irmã passeavam por uma floresta perto de casa, quando foram ameaçados pelo alce. A escapatória aconteceu graças a um truque aprendido por Hans com seu personagem de nível 30 no WoW.

Depois de desviar a atenção do animal de sua irmã menor, Hans usou o golpe comumente aplicado em masurpiais existentes no game para evitar ataques – a habilidade “se fingir de morto” do personagem caçador.

Hans, sua irmã e o próprio alce escaparam do incidente sem ferimentos.

Notícia completa: http://idgnow.uol.com.br/computacao_pessoal/2007/12/10/idgnoticia.2007-12-10.1148453748/

Esta é uma prova de que os hunters são superiores, porque imaginando outras classes:

Se o garoto fosse alguma classe tank como paladin ou warrior, ele iria pegar a tampa da lixeira mais próxima e tentar tankar o alce falando para irmã dele curá-lo.

Se fosse alguma classe healer ele iria deixar a irmã morrer, enquanto corre ou fica imune resetando o aggro e após o wipe iria voltar para ressucitar a menina.

Se fosse um dps qualquer, iria tentar matar o bicho antes de ele chegar perto, ou então tentaria algum tipo de CC para fugir.

Mas como ele era um pró hunter, ele começou com um distract shot, ligou o aspect of chetah e correu sem dar dazed na irmã, e depois resetou o aggro usando um feign death, porque no WoW alces não seriam “tamaveis”, assim como as girafas e zebras de the barrens.

Ok. Deixando a brincadeira de lado, esta é uma ótima notícia, apesar de ser velha. Pelo menos é uma positiva em relação aos games, já que a maioria das notícias relacionadas a jogos eletrônicos que vemos por ai, são de pessoas morrendo por jogar demais, principalmente quando o jogo em questão é World of Warcraft, ou então de assassinatos em massa.


Huntards

27/07/2009

O que é um huntard?

Huntard é uma junção de 2 palavras em inglês HUNTer + retARDed que significam hunter retardado. Em outras palavras é um hunter que não sabe jogar.

A vida de um hunter.

Na tela de criação de personagens, se você clica naquele desenho de arco, define sua aparência e clica no botão Confirm, pronto, a partir deste momento, não importa o conhecimento que você tem do jogo, nem sua experiência in game, muito menos todas as coisas boas e inteligentes que você fez e irá fazer no jogo, porque, a partir deste momento, você é um Huntard.

Isso ocorre porque hunter é uma das classes mais fáceis para jogar, e muitos acreditam que o pet fará tudo para o player, quando na verdade o pet é o que causa a maior parte dos xingamentos quando o hunter não sabe controlá-lo.

Como ser um Huntard.

A primeira coisa que você tem de fazer é escolher o seu pet, o Huntard vai pela aparência: “aquele bicho é tão bonitinho, vou ir lá tamar ele”.
Pronto agora você escolheu o pet mais fofinho e upou mandando o “Fofuxo” no meio dos mobs enquanto usava o seu Feign Death e assim chegou ao level 80 e está pronto para as heroics e raids.

É nesse momento que você deve mostrar toda sua habilidade huntard. Ao entrar em uma raid coloque o seu pet em modo aggressive, pois ele agüenta mais pancadas do que os tanks e pode mobar a raid inteira, se seu lindo “Fofuxo” morrer não tem problema use Feign Death e deixe todos seus amigos da raid morrer, eles não ligam em gastar alguns golds com repair.

A melhor parte de ser um huntard é a sua geração de threat, ficar disputando o aggro com o tank é a melhor coisa possível para qualquer dps. Sempre que você puder não economize suas balas/flechas, atire tudo que puder e economize sim o seu Feign Death, você não precisa resetar seu threat, pois você irá roubar o aggro e acabar jogando o boss nos queridos amigos healers o que vai acabar gerando a morte de todo mundo e é nesse momento que você usa seu Feign Death para não ter de pagar repair.

Agora a última e mais importante coisa que você deve fazer é usar sua principal skill, como diria o Ebbitt, o famoso MD (Miss Direction) no healer mais próximo, isso mesmo teste seu tanker sempre que possível, se ele não segurar o aggro é wipe e repair de presente para todo mundo.

A decadência dos huntards.

Com a chegada do WOTLK e os nerfs nos hunters, apesar de poucos terem gostado disso, fez com que a maioria das pessoas fossem para as outras classes, a continuação da busca pela essência Over Power das classes, então surgiram os Loladins e os Death Knoobs. Isto fez o preconceito contra hunters diminuir bastante, e a maioria dos hunters restantes são pessoas que gostam das classes e têm o mínimo de preocupação de pesquisar um pouco sobre a classe antes de ir ficar fazendo merdas nas raids.

Apesar da diminuição do poder dos hunters, é por isso que eu não reclamo tanto dos nerfs.

Segue um vídeo que achei no google com 5 dicas para não ser um huntard:
http://www.youtube.com/watch?v=QfnYtmm_eL0

Se quiser saber mais sobre os huntards, segue o link no wowwiki:
http://www.wowwiki.com/Huntard


Apresentação

23/07/2009

Bom eu sou o Rafael Portes, na internet e no World of Warcraft sou mais conhecido como Rafarpo, jogo World of Warcraft há quase dois anos, no entanto, comecei em privates server, como a maioria dos jogadores brasileiros, e estou na Blizzard desde o natal do ano passado (2008) quando dei o World of Warcraft de presente para mim mesmo.

A entrada nos servidores da Blizzard foi graças a grandes amigos (Ebbitt e Teradorei, os outros espero que venham jogar conosco em breve) com quem jogo MMORPG’s há mais de 5 anos. Desde o antigo Ragnarok passamos por vários MMO’s até que chegamos então ao mais famoso e completo deles até o momento que é o WoW. Antes disto eu tinha aquele típico preconceito de que pagar para jogar é algo de quem não tem o que fazer ou é filhinho de papai. Após alguma insistência destes amigos, estou pagando e não me arrependo, pois na Blizzard é como se você conhecesse o jogo de outra maneira.

No momento eu jogo no servidor Shadowmoon-US onde tenho 2 personagens, o main char é um Dwarf Hunter, o Rafarpo, e o alternativo é um night elf druid, o Metalmorfose.

A idéia do blog surgiu com o tempo de jogo e conforme fui lendo artigos e pesquisando coisas na internet, eu percebi que é legal a idéia de ter um espaço para registrar momentos interessantes dos meus personagens e também para compartilhar dicas do jogo.

Após um tempo lutando contra a preguiça, está ai o blog. Escolhi o wordpress por ser um sistema simples de mexer e com a codificação já padronizada de acordo com as normas W3C. Conforme o andamento do blog pode ser que eu pegue domínio próprio e invista num layout com uma cara mais de acordo com o jogo.

Espero pelo menos por enquanto conseguir disponibilizar um conteúdo bacana.